Tribunal de Contas determina que ex-prefeito devolva dinheiro em Poços

Tribunal de Contas determina que ex-prefeito devolva dinheiro em Poços

Paulo Tadeu deve devolver aos cofres municipais pouco mais de R$ 826 mil. Relatório encontrou irregularidades em concorrência para reforma de prédio

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas de Minas Gerais determinou que o ex-prefeito de Poços de Caldas (MG), Paulo Tadeu, do PT, devolva pouco mais de R$ 826 mil aos cofres municipais. Além disso, ele terá que devolver o valor da correção monetária por irregularidades em uma concorrência para reforma do prédio das Thermas Antônio Carlos no ano de 2002.

Entre as falhas apuradas pelo tribunal de contas estão as despesas pagas em duplicidade e pagamento de serviços extracontratuais. O político esteve à frente do Executivo de 2001 a 2004. Atualmente, ele ocupa uma cadeira na Câmara Municipal.

Por telefone, o parlamentar, que nas últimas eleições se reelegeu ao cargo de vereador, falou à produção da EPTV Sul de Minas que não foi notificado do andamento do processo e considera a decisão injusta. Ele disse também que um relatório da Comissão de Sindicância Interna de Poços de Caldas concluiu que a reforma do prédio foi feita de forma correta. Ele informou que vai recorrer.

Com G1 Sul de Minas

Partilhar no Facebook
Partilhar no Twitter
Escrito por G1 Sul de Minas

Previsão do tempo