53 mortes suspeitas por febre amarela

Chega a 53 o número de mortes suspeitas por febre amarela em Minas

Somente em Ladainha, no Vale do Mucuri, foram 16 óbitos registrados; desde o início do surto, 184 casos da doença foram notificados no Estado; Em BH, 21 pessoas continuam internadas no Hospital Eduardo de Menezes

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) investiga a morte de 53 pessoas que podem ter sido vítimas da febre amarela nas quatro regionais de saúde afetadas pelo surto da doença. O dado foi divulgado pela pasta nesta terça-feira (17) em boletim epidemiológico. Ao todo, 184 casos de febre hemorrágica foram notificados em Minas Gerais.

Leia mais: 53 mortes suspeitas por febre amarela

 

ALMG esquece 140 cidades

ALMG esquece 140 cidades

Cerca de 16% dos municípios de Minas não receberam emendas parlamentares ao Orçamento

Ao menos 140 municípios mineiros foram esquecidos ou ignorados pelos deputados estaduais da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), em 2016, na partilha de verbas enviadas por meio das emendas parlamentares. Ao todo, 16,4% das cidades do Estado não receberam sequer R$ 1 dos parlamentares, que priorizaram auxiliar redutos eleitorais e administrações aliadas.

Leia mais: ALMG esquece 140 cidades

PMs comemoram em BH

 

 

Câmara aprova renegociação da dívida dos estados sem contrapartida e PMs comemoram em BH

Por pressão dos servidores públicos estaduais, em especial os militares de Minas, as regras iniciais foram mudadas

Com 296 votos favoráveis, 12 contrários e três abstenções, os deputados federais aprovaram, na tarde desta terça-feira, a nova versão do projeto de renegociação de dívida dos estados com a União, sem as contrapartidas estabelecidas inicialmente pelo governo do presidente Michel Temer (PMDB). O texto permite aos estados que decretaram calamidade financeira – além de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul – a suspensão do pagamento das dívidas por até três anos.

Leia mais: PMs comemoram em BH

Crise

 

Não há plano de contingência para presídios de Minas Gerais

Governo do Estado informou que a situação "está tranquila e monitorada" em suas unidades

Diante da crise carcerária nacional que deixou mais de 90 mortos na região Norte do país, o governo de Minas não tem nenhum plano de contingência a ser adotado em suas unidades prisionais e declarou que não há como resolver o problema da superlotação na próxima década – há um déficit de mais de 30 mil vagas.

Leia mais: Crise

Prefeitos querem nova eleição

Prefeitos querem nova eleição

Pesquisa da AMM mostra que 51% dos eleitos em Minas defendem novo pleito antes de 2018

Pesquisa divulgada nessa segunda-feira (19) pela Associação Mineira dos Municípios (AMM) mostra que a maioria dos prefeitos eleitos de Minas Gerais e que tomarão posse em janeiro de 2017 é a favor da antecipação das eleições presidenciais como medida para superar as crises política e econômica do país.

Leia mais: Prefeitos querem nova eleição

Previsão do tempo